Águia apresenta Projeto Fosfato para alunos do curso de Geologia da Unisinos

A sede do Projeto Fosfato Três Estradas abriu suas portas, na última sexta-feira, para alunos do penúltimo ano do curso de Geologia da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Recebidos pelo geólogo Lucas Galinari os estudantes realizaram a visita para entender a geologia e o histórico do projeto. “É importante para a empresa e, particularmente para mim, que já fui aluno, apresentar o Projeto Fosfato. Fico muito feliz em ajudar e apoiar esse tipo de iniciativa, dialogando e realizando discussões técnicas e acadêmicas que enriquecem tanto eles quanto nós” comenta Lucas.

A pesquisa de campo faz parte da disciplina de Geologia Econômica, que sob a coordenação do professor Rodrigo Wink Lopes, estuda o modo de ocorrência em ambientes geológicos propícios para depósitos minerais. “A importância desta visita é o contato do aluno com o lado profissional e prático, uma vez que, durante a graduação, muitos alunos ainda estão escolhendo em que ramo da geologia desejam trabalhar. E também é interessante visualizar e descrever os testemunhos de sondagens realizados pela Águia, além de entender o processo de mineralização do fosfato.”

O gerente de geologia do Projeto Fosfato Três Estradas, José Fanton, salienta: “mais uma vez, nota-se o interesse da comunidade geológica frente à importância da descoberta desse depósito que alia fosfato e carbonato para o uso em fertilizantes e corretivos de solo”.

Para o professor Rodrigo “a saída de campo auxilia o conhecimento teórico que foi discutido em sala de aula, além da importância de se conhecer um empreendimento sério, que faz um trabalho correto e de maneira competente”.