Category: Sem categoria

Parceria entre Águia Fertilizantes e colégio estadual promove revitalização do ambiente escolar

Parceria entre Águia Fertilizantes e colégio estadual promove revitalização do ambiente escolar

Escola Bernardo de Medeiros recebeu investimentos para pintura externa e interna

A Escola Estadual Bernardo de Medeiros, de Lavras do Sul, promoveu uma parceria, por meio do Programa Escola Melhor, com a empresa Águia Fertilizantes. A doação de tintas e mão de obra teve por objetivo viabilizar a pintura externa e de salas e corredores, qualificando o espaço para tornar o ambiente mais agradável para receber os alunos diariamente.

De acordo com a diretora, Maria de Lourdes Moreira Marques, a instituição de ensino, que conta com aproximadamente 100 alunos, contou com a colaboração dos funcionários da empresa para realização do serviço. “Esta parceria torna o espaço das aulas muito mais agradável para os alunos. O repasse que recebemos mensalmente não daria conta de completar tudo o que precisávamos” comentou a diretora.

A Águia Fertilizantes reconhece o importante papel das empresas na formação de uma sociedade mais igualitária e acredita ser imprescindível a colaboração mútua entre entidades.

Sucesso no 2º Ouro Lavras

Sucesso no 2º Ouro Lavras

A Praia do Paredão, em Lavras do Sul, foi palco para os apaixonados por carros antigos. O encontro organizado pelo grupo Arteiros Volks Club de Caçapava do Sul e Prefeitura de Lavras do Sul, recebeu o patrocínio da Águia Fertilizantes e contou com a participação de famílias de cerca de 12 cidades diferentes.

Rafael Tourinho, representante do Arteiros, disse que organizar esse tipo de encontro é sempre um prazer. “Além de reunir apaixonados por carros antigos, a gente ainda consegue ajudar pessoas que precisam”. Isto porque a arrecadação que eles fazem nos eventos, através de doações e de leilões que ocorrem durante as atividades são doados para instituições que necessitam de colaboração, como é o caso, por exemplo, da APAE de Caçapava do Sul.

Para o prefeito Sávio Prestes abrir as portas para diversos públicos é essencial para incentivar o turismo em Lavras do Sul. “Incrementar nossa programação turística, trazer novas opções para atrair público de todos os segmentos e aumentar consequentemente a arrecadação do município é essencial para fomentar o turismo no município”.

José Fanton, gerente de geologia do Projeto Fosfato Três Estradas, esteve presente nos dois dias de evento, e comentou sobre a importância de apoiar este tipo de evento. “Para a Águia Fertilizantes, acompanhar o crescimento de iniciativas culturais ou da economia local é motivo de satisfação. Além dos tradicionais eventos da cidade, Lavras do Sul tem se mostrado inovadora e com vocação para turismo, cultura e lazer”, disse Fanton ao reafirmar que é política da empresa apoiar e fomentar iniciativas da cidade em prol da qualidade de vida, educação, esporte, cultura e economia da região.

NOSSO TIME: Fernando Tallarico

NOSSO TIME: Fernando Tallarico

Basta uma breve pesquisa no Google e nos deparamos com uma vasta quantidade de informações acadêmicas e profissionais de Fernando Tallarico. Atual Diretor Técnico da Águia Resources, formado em Geologia pela Universidade de Brasília e Ph.D. em Geologia Econômica pela Unicamp, é dono de um currículo de tirar o fôlego.

Mas o Nando, como é conhecido em família, fora do ambiente profissional, é um paizão, apaixonado pela esposa e pelas duas filhas e com uma forte ligação familiar. “Sou bem caseiro, e a vida em família me dá o equilíbrio necessário para enfrentar o dia a dia do trabalho. Sempre tive muita admiração pelo meu pai. Muito do que sou devo a ele, principalmente no que se refere aos estudos. Com minha mãe aprendi um lado mais artístico das coisas: ela é restauradora de arte sacra barroca”.

A descendência italiana e a dupla cidadania guiam muitas das atividades do Fernando. “Já visitei a Itália algumas vezes e tive o prazer de conhecer a cidade Natal dos Bucco, Carlantino, na Puglia. Ainda me falta conhecer Cosenza, na Calábria, de onde vêm os Tallarico” comenta. Faz aulas de italiano, é autodidata na culinária, e costuma assistir programas de cozinheiros italianos para treinar o idioma.

Ele diz que o interesse por ciências veio da infância, quando ganhou do pai um livro da área voltado para crianças. “Foi um processo natural até que, entre todas as ciências me interessasse mais intensamente pelas naturais. Foi uma belíssima escola, adoro minha profissão.” Talvez a paixão por outra atividade, o motociclismo, venha um pouco dessa vida aventureira que os geólogos parecem ter. Em contraponto, há a paixão pela cozinha e uma antiga coleção de selos, iniciada pelo avô materno.

Paulistano de nascimento, morou nos Estados Unidos com a família durante muitos anos da infância. A vida acadêmica aconteceu em Brasília, e hoje mora em Belo Horizonte. Conta que sua base cultural vem de São Paulo, cidade onde sua mãe e primos ainda residem, e que adora passear por lá.

Seria interessante escrever a biografia do Fernando, um homem que, segundo ele próprio, não tem coordenação motora para a dança, mas que adora e escuta frequentemente muita música: Rock, “desde ABBA a ZZ Top”, Jazz, “os mais melódicos como Dave Brubeck, Ella e outros” e ainda gosta ocasionalmente de ouvir música clássica. É um leitor voraz: “Leio muito, a começar pela exigência normal da profissão; há um roteiro obrigatório de notícias e assuntos técnicos que cubro com prazer. Gosto muito de notícias e, em particular do noticiário político que ultimamente andou bem agitado no nosso país. Fora a leitura ligada aos meus hobbies, interessa-me também história e em particular a do Brasil”.

Profissionalmente bem sucedido, conta que teve a oportunidade de participar da descoberta de alguns depósitos minerais, o que sempre é o principal objetivo dos geólogos econômicos que atuam em pesquisa mineral. “Tive a felicidade de combinar uma carreira bem sucedida, tanto no aspecto acadêmico quanto profissional”. Na essência de uma trajetória consolidada e de muitas conquistas, pulsa o Nando, de paixões humanas que vive embalado pelo jazz, sua amada Juliana, os aromas da gastronomia, uma cadela e três gatos.

NOSSO TIME

NOSSO TIME

Talvez o adjetivo mais adequado para caracterizar a vida desta advogada seja: Disciplinada. Na Águia há três anos, responsável, junto a sua equipe, pelo setor jurídico da empresa conta que hoje está realizada profissionalmente e que quando criança não imaginava que seria tão feliz em outro setor que não fosse o “aéreo”.

Seguir regras levou esta jovem mineira a alcançar voos inimagináveis para qualquer jovem em idade escolar. Aos 11 anos participou de um programa do SBT chamado “Aluno Nota 10”, Gabriella conta que na época não sabia muito o que significava ter sido escolhida como uma das 60 melhores alunas do país e ter ficado em segundo lugar. Estudante do Colégio Militar de Belo Horizonte, escola na qual prestou prova de ingresso por uma escolha pessoal, já que como filha de professora teria acesso como bolsista a qualquer outro colégio da cidade.

Mesmo com a timidez evidente, Gabriella construiu sólidas amizades, que foram importantes na adaptação dos locais por onde passou. O fato de ter sido filha única pode ter influenciado no valor de suas amizades. Hoje é pelas redes sociais que ela mantém o contato com os ex-colegas.

Desde muito jovem ela levava consigo o sonho de ser engenheira aeronáutica, por isso, preparou-se para passar em um dos concursos mais difíceis do país, o do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), mas um estágio como menor aprendiz mudou seus rumos profissionais. Decepcionada com a engenharia na véspera do vestibular optou por fazer Direito. Ao mesmo tempo, cursou ainda, Comércio Exterior e se formou em ambos há cinco anos.

Após iniciar na Águia, relata um encantamento com a mineração, pois modificou totalmente o olhar que tinha sobre o setor, e que na posição de jurídica tenta sempre proteger seu cliente. Questionada sobre ser muito metódica ela responde que existem preocupações aparentemente exageradas, mas diante de um problema em que toda uma estrutura pode desmoronar, sempre é melhor seguir o passo a passo da lei.

Recém-casada, há sete meses ela vive ao lado do Thiago o sonho do matrimônio. Foi um casamento pequeno, mas cheio de significados. Católica praticante, o celebrante da cerimônia foi o pároco que a acompanhou desde pequena, além de receber uma benção episcopal do Papa. Não se considera radical e acredita que a religião serve para acolher ao invés de excluir. Salienta também que o marido começou a praticar mais a religião após conhecê-la.

O principal hobby da Gabriella é viajar, já conhece os EUA, já foi algumas vezes à Europa e passou a lua de mel na América Central, em Aruba, local onde moraria tranquilamente. Em casa, enquanto o marido adora jogar videogame, ela ama a confeitaria. Nunca fez um curso, mas diz ser uma amadora formada pelo Youtube. Faz bolos e doces para a família, entretanto nunca passou por sua cabeça trabalhar com isso.

Filmes e séries estão no cardápio principal deste casal. O marido, é um geek[1] enquadrado, portanto, com ele aprendeu a gostar de quadrinhos e super-heróis. Ela sorri e conta que eles achavam que se conheciam, afinal foram seis anos de namoro, mas reconhece que o casamento é totalmente diferente, e hoje está aprendendo a ser esposa.

Disciplinada como poucas, não há dúvida que o casamento será como foi a vida de estudante e de profissional: um sucesso.

 

 

[1] Geek é uma gíria inglesa que se refere a pessoas peculiares ou excêntricas, fãs de tecnologia, eletrônica, jogos eletrônicos ou de tabuleiro, histórias em quadrinhos, livros, filmes, animes e séries.

Prefeitura realiza Seminário para Educação Fiscal

Prefeitura realiza Seminário para Educação Fiscal

          A Administração Municipal de Lavras do Sul em parceria com a Receita Estadual e contribuição da Águia Fertilizantes, por meio da Secretaria de Finanças, realizou nesta quinta-feira (09) o I Seminário Regional de Educação Fiscal, que abordou sobre boas práticas de Educação Fiscal dos municípios da Região. O evento, aberto para comerciantes, servidores públicos e comunidade lavrense, contou com a participação de cerca de 50 pessoas, envolvendo seis municípios da região.

          O seminário faz parte das iniciativas da Prefeitura para o desenvolvimento econômico local e é uma das ações apoiadas pelo projeto Fosfato Três Estradas, já que a Águia Fertilizantes mantém sempre um diálogo aberto e constante com o município e incentiva atividades semelhantes. Os presentes puderam participar de palestras cujos temas destaques foram: Integração Tributária, Educação Fiscal, Programa Nota Fiscal Gaúcha, entre outras.

           Pela manhã o consultor tributário Carlos Alberto Maria palestrou sobre os tributos oriundos da mineração. Na ocasião, Carlos explicou, de modo geral, os tipos de tributos existentes, como ocorre a arrecadação dos impostos e para onde são destinados e, por fim, a tributação específica da mineração de fosfatados e de que forma o município pode aumentar sua arrecadação e crescer com a implantação de um empreendimento mineiro na cidade. “Temos que pensar na mineração como uma atividade industrial, e como tal, nos benefícios que uma indústria traz para o local onde é instalada” comentou Carlos Alberto.

          “Acho fundamental a educação fiscal, que é a proposta do Seminário. As pessoas têm muitas dúvidas sobre o assunto e iniciar um seminário com pessoas da comunidade, explicando o funcionamento da tributação, para que elas sintam-se confortáveis com o que pagam e com o que vão ter de retorno é muito importante. Então trazer as pessoas que têm conhecimento, incentivar os contribuintes a recolher corretamente, e regularizar sua empresa é essencial” aponta Carlos Alberto.

          O Prefeito Sávio Prestes, ao abrir o evento falou da importância de ser educado para o tema: “É muito importante que as pessoas se interessem em conhecer e saber o destino dos tributos, porque todos nós pagamos diariamente os impostos e na maioria das vezes nem ficamos sabendo aonde serão aplicados. Estamos vivendo um grande momento, e é preciso saber sobre o tema se queremos aproveitar tudo o que o futuro nos promete”.

          Também estiveram presentes os vereadores Eduardo Luongo, Mariza Barreto e Jonatas Rosa de Souza, o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Jaime Teixeira Júnior e a Secretária Municipal de Finanças, Cláudia La-Rocca Prestes.

          Para a Secretária Cláudia “essa é a receita para o futuro de Lavras, sabemos que a arrecadação grande não é para agora, mas acho muito importante que as pessoas conheçam e se informem a respeito do tema para que entendam e aceitem a chegada da mineração”.

          O evento que se estendeu por todo o dia também trouxe informações que ajudarão os contribuintes a entender melhor como funciona todo o processo de arrecadação do município. “Esse é um primeiro passo, para um longo projeto de educação fiscal que temos para Lavras do Sul” comentou a Fiscal Tributária e organizadora do evento, Jeruza Petrarca.

          A Águia Fertilizantes parabeniza os organizadores pela iniciativa, pois entende a importância de eventos como este, e acredita que uma comunidade consciente e atenta pode transformar a realidade do município e região para melhor.

NOSSO TIME

NOSSO TIME

Dizem que o trabalho engrandece o homem, desde que seja com sabedoria e amor ao que se faz. É assim que parece ser a trajetória de vida do Luiz Mauro. Nascido em Urutaí, no Estado de Goiás, filho caçula entre sete irmãos, nunca teve muito tempo para pensar em outra coisa, o trabalho entra em sua história muito cedo.

Nos anos 70, o Ministério de Minas e Energia, através do Departamento Nacional da Produção Mineral, iniciou o Projeto RADAM. Ele foi um esforço pioneiro do governo na época para a pesquisa de recursos naturais. E foi também o responsável por despertar o interesse do Luiz Mauro para o setor mineral.

Aos 16 anos entrava na Escola Técnica Federal para tornar-se técnico em mineração, de lá pra cá são 40 anos de dedicação ao segmento. Já passou por oito empresas, por quase todos os Estados brasileiros e há oito integra a equipe da Águia Fertilizantes.

A vida de um profissional desta área é de muitas viagens, e ele fala que é o que mais gosta, de conhecer lugares e pessoas. Seus momentos de lazer são dedicados à esposa, Zaida, e a filha Isadora. Ambas vivem em Goiás, e é sua companheira de vida que toca a propriedade rural e os cuidados com o gado. Ele conta que não é fácil estar longe da família, mas que desde a época do namoro já sabiam que teriam que conviver com a distância. “Ela reclama de vez em quando, mas sabe que logo me aposento e aí poderemos curtir juntos” conclui.

Morador de Lavras do Sul, mesmo que temporariamente, diz que fez muitos amigos. Trazer a família não está no pensamento, porque sabe que a vida profissional já está quase acabando e nos sonhos futuros estão viagens, futebol com os amigos e a convivência mais próxima com os irmãos.

Atualmente, na cabeça deste profissional dedicado e apaixonado pelo que faz, está a concretização do Projeto em que atua. Para ele significará fechar com chave de ouro a história que trilhou na mineração.

NOSSO TIME

NOSSO TIME

Caçapavano de nascimento, mas lavrense de coração, Ray é um cara que aprendeu a lidar com a vida como a vida lida com ele. Deixou que a história acontecesse e foi agarrando as oportunidades que surgiram pela frente.

Criou-se no campo, ao lado dos pais, José (falecido) e Albina, e da irmã, Cíntia, e por muito tempo fez o trajeto até Caçapava para estudar. Após alguns anos, acabou mudando seu ambiente escolar para Lavras do Sul, e a adaptação foi natural.

Quando chegou o momento de encarar uma universidade, o curso de Tecnólogo em Mineração pareceu ser uma boa escolha. E, apesar de nunca ter tido, anteriormente, contato algum com o setor, naquele momento era a área mais próxima da que ele sonhava em trabalhar, Geologia.

Com o avanço do Projeto Fosfato na região, em 2013, embora tímido, Ray não perdeu a chance de ingressar na Águia Fertilizantes como estagiário. Aproveitou a rica experiência, demonstrou sua qualidade profissional e junto com as práticas oportunizadas pelo estágio desenvolveu seu trabalho de conclusão de curso com o título: Planejamento e Gestão Ambiental das Pilhas de Estéril do Projeto da Mina Três Estradas de Fosfato. E como não poderia ser diferente, assim que se graduou como Tecnólogo em Mineração, em 2014, foi efetivado pela empresa.

Casado com uma lavrense, Suzane, com quem mora e ajuda a administrar o Mega Bodega (padaria localizada no Bairro Olaria), segue lidando sempre que pode com o campo que pertence à família.

Ele conta que não gosta de fazer planos para o futuro, mas sabe bem o que quer e não deixará de trilhar os caminhos que o conduzirem ao seu crescimento pessoal e profissional.

Nosso Time

Nosso Time

Todo mundo o conhece por Zazá, mas tenho certeza que poucos sabem que este “apelido” na verdade é o sobrenome que a família adotou há três gerações.

Wagner Fernandes Zazá é de formação Técnica em Metalurgia e está na Águia Fertilizantes desde seu início em 2010.

É o sexto filho dentre nove irmãos, pai de uma menina, Eduarda, de 13 anos, que só veio depois de 21 anos de seu casamento, quando sua esposa Maria de Fátima e ele já haviam desistido da paternidade.

Hoje Zazá, com seu inconfundível sorriso, se divide entre o Projeto Fosfato e a propriedade rural, onde está sua família, há 45 km de BH. Lá, na terra que adquiriu no condomínio que seu pai deixou de herança, se dedica a criação de vaca leiteira (ele está começando a produção de queijo curado!!) e a plantação de café orgânico.

 

Águia participa de festa de final de ano realizada pelo Grupo de Amigos Cantinho da Ong

Águia participa de festa de final de ano realizada pelo Grupo de Amigos Cantinho da Ong

A Águia Fertilizantes participou no domingo (17) da festa de Natal e final de ano realizada pelo Grupo de Amigos Cantinho da Ong, no ginásio do bairro Olaria. Da Águia Fertilizantes, representando o Projeto Fosfato Três Estradas, estavam o gerente de geologia, Alfredo Nunes e os colaboradores Roberto Pinheiro, Willy Hochleitner e Letiane Bandeira Teixiera.
A festa contou com a apresentação do coral da comunidade da Olaria e apresentação da Hydra Banda Show, além da chegada e distribuição de presentes pelo Papai Noel. Salgados, doces e um bolo gigante foram oferecidos gratuitamente para todos os presentes.
“Foi um ano significativo para o Projeto Fosfato e só temos importantes motivos para agradecer a comunidade de Lavras do Sul que compreende a relevância do projeto que estamos realizando no município. Desejo a todos, em nome da Águia, um Feliz Natal e um ano de 2018 ainda melhor e cheio de realizações e saúde”, disse Alfredo.
O grupo de amigos Cantinho da ONG realiza trabalho voluntário desde 1999 em Lavras do Sul e anualmente reúne amigos e parceiros para a chegada do Papai Noel no bairro Olaria.

Fonte: Assessoria de Comunicação Projeto Fosfato, Daiane Roldão da Silva