NOSSO TIME: Fernando Tallarico

Basta uma breve pesquisa no Google e nos deparamos com uma vasta quantidade de informações acadêmicas e profissionais de Fernando Tallarico. Atual Diretor Técnico da Águia Resources, formado em Geologia pela Universidade de Brasília e Ph.D. em Geologia Econômica pela Unicamp, é dono de um currículo de tirar o fôlego.

Mas o Nando, como é conhecido em família, fora do ambiente profissional, é um paizão, apaixonado pela esposa e pelas duas filhas e com uma forte ligação familiar. “Sou bem caseiro, e a vida em família me dá o equilíbrio necessário para enfrentar o dia a dia do trabalho. Sempre tive muita admiração pelo meu pai. Muito do que sou devo a ele, principalmente no que se refere aos estudos. Com minha mãe aprendi um lado mais artístico das coisas: ela é restauradora de arte sacra barroca”.

A descendência italiana e a dupla cidadania guiam muitas das atividades do Fernando. “Já visitei a Itália algumas vezes e tive o prazer de conhecer a cidade Natal dos Bucco, Carlantino, na Puglia. Ainda me falta conhecer Cosenza, na Calábria, de onde vêm os Tallarico” comenta. Faz aulas de italiano, é autodidata na culinária, e costuma assistir programas de cozinheiros italianos para treinar o idioma.

Ele diz que o interesse por ciências veio da infância, quando ganhou do pai um livro da área voltado para crianças. “Foi um processo natural até que, entre todas as ciências me interessasse mais intensamente pelas naturais. Foi uma belíssima escola, adoro minha profissão.” Talvez a paixão por outra atividade, o motociclismo, venha um pouco dessa vida aventureira que os geólogos parecem ter. Em contraponto, há a paixão pela cozinha e uma antiga coleção de selos, iniciada pelo avô materno.

Paulistano de nascimento, morou nos Estados Unidos com a família durante muitos anos da infância. A vida acadêmica aconteceu em Brasília, e hoje mora em Belo Horizonte. Conta que sua base cultural vem de São Paulo, cidade onde sua mãe e primos ainda residem, e que adora passear por lá.

Seria interessante escrever a biografia do Fernando, um homem que, segundo ele próprio, não tem coordenação motora para a dança, mas que adora e escuta frequentemente muita música: Rock, “desde ABBA a ZZ Top”, Jazz, “os mais melódicos como Dave Brubeck, Ella e outros” e ainda gosta ocasionalmente de ouvir música clássica. É um leitor voraz: “Leio muito, a começar pela exigência normal da profissão; há um roteiro obrigatório de notícias e assuntos técnicos que cubro com prazer. Gosto muito de notícias e, em particular do noticiário político que ultimamente andou bem agitado no nosso país. Fora a leitura ligada aos meus hobbies, interessa-me também história e em particular a do Brasil”.

Profissionalmente bem sucedido, conta que teve a oportunidade de participar da descoberta de alguns depósitos minerais, o que sempre é o principal objetivo dos geólogos econômicos que atuam em pesquisa mineral. “Tive a felicidade de combinar uma carreira bem sucedida, tanto no aspecto acadêmico quanto profissional”. Na essência de uma trajetória consolidada e de muitas conquistas, pulsa o Nando, de paixões humanas que vive embalado pelo jazz, sua amada Juliana, os aromas da gastronomia, uma cadela e três gatos.